Casseta & Planeta especial homenageia Bussunda

O Casseta & Planeta, Urgente! faz nesta terça uma homenagem especial a Bussunda. A Rede Globo, que chegou a pensar em cancelar a exibição do humorístico por conta da morte de Bussunda, voltou atrás, a pedido dos colegas do humorista Cláudio Besserman Vianna, que morreu de enfarte fulminante no sábado, em Munique, na Alemanha. Os cassetas pretendem levar ao ar hoje as últimas imagens de Bussunda na Copa da Alemanha - a maioria delas inédita. Um mix dos melhores momentos do humorista na atração também está sendo preparado pela produção. Segundo a assessoria de imprensa da Globo, o programa será menor do que o normal.Bussunda estava na Alemanha com parte da equipe do programa, composta pelos cassetas Cláudio Manuel, Hélio de la Peña, Beto Silva e do diretor Lavigne. Os cassetas iriam acompanhar o mundial até a última participação da seleção brasileira. O trio estava hospedado em um hotel da cidade de Parsdorf. Embarcaram de volta ao Brasil para acompanhar o enterro do humorista no domingo, no Rio, realizado minutos depois da vitória do Brasil contra a Austrália. O velório foi realizado no ginásio Hélio Maurício, no Clube de Regatas do Flamengo e o enterro, no cemitério São João Batista em Botafogo.Com a morte de Bussunda, os demais cassetas decidiram não retornar ao mundial. Não sabem também quando voltarão às gravações normais do programa. Na atração desta terça-feira será a última vez que os cassetas mostrarão imagens do colega. Não haverá mais reprises do tipo.Carreira no humorO humorista carioca Cláudio Besserman Vianna, o Bussunda, que faria 44 anos no próximo dia 25, começou sua carreira no início da década de 80, com o tablóide Casseta Popular, um sucesso no Rio, com suas críticas políticas e sátiras escrachadas.Estudante de jornalismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), ele foi chamado para trabalhar no jornal, junto com o humorista Claudio Manoel, pelos estudantes de engenharia Beto Silva (Roberto Adler), Hélio de la Peña (Hélio Antonio do Couto Filho) e Marcelo Madureira. Mais tarde, o grupo formaria o núcleo que deu origem ao Casseta & Planeta.O sucesso fez que com o tablóide se transformasse em revista, em 1986. Dois anos depois, Bussunda e o grupo foram chamados pela Rede Globo para escrever os roteiros do programa TV Pirata, ao lado de Hubert Aranha, Reinaldo Baptista e Cláudio Paiva, ex-redatores do famoso jornal O Pasquim e responsáveis então pelo Planeta Diário, jornal que chegou a vender 100 mil cópias no Rio circulando apenas com notícias falsas.A Globo extinguiu o TV Pirata em 1990, mas a trupe se manteve reunida - à exceção de Cláudio Paiva - no grupo Casseta & Planeta. Eles escrevem o Doris para Maiores, humorístico apresentado por Doris Giesse, e ganham um programa mensal na emissora a partir de 1992. Em 1997, o programa se torna semanal, e tem em Bussunda uma de suas figuras mais carismáticas. Entre seus principais personagens estavam as imitações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do atacante Ronaldo e do jogador Marrentinho Carioca, "craque" do Tabajara FC, o "pior time do mundo".Com os mesmos companheiros de televisão escreveu 11 livros, lançou 3 discos, encenou uma peça de teatro e protagonizou um filme em 2003, A Taça do Mundo é Nossa. A previsão é de que o segundo filme da trupe, Seus Problemas Acabaram, seja lançado em setembro. Ainda no cinema, fez uma participação especial no filme Como Ser Solteiro e dublou o personagem principal da animação Shrek.Entre 1993 e 1998 ele também colaborou com o caderno Zap!, do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.