Caso Jean Charles ganha documentário inédito no GNT

Estréia no próximo dia 21/07 (sexta-feira), às 21h, no canal GNT o documentário inédito Assassinato em Londres: o caso Jean Charles de Menezes (Stockwell: Countdown To Killing). Produzido pela BBC de Londres e apresentado pelo repórter da rede britânica Peter Taylor, a produção revela as controvérsias por trás da Operação Kratos, que em 22 de julho de 2005 - um dia após os ataques a bomba realizados contra o sistema de transporte da cidade - matou por engano o brasileiro Jean Charles de Menezes.O programa lança questões, dúvidas e vai a fundo na tentativa de elucidar o que realmente aconteceu na estação de metrô de Stockwell. O que levou os agentes de elite CO19 da equipe de armas de fogo a agirem de forma tão impetuosa e por que, pouco após a operação, o comissário-chefe da Polícia Metropolitana (Scotland Yard), Ian Blair, afirmou veemente que o homem morto no metrô era um suspeito de ligação com os autores dos atentados de 7 de julho, em Londres.Entre os entrevistados no documentário, estão nomes como Cressida Dick - que supervisionou a operação - e John McDowall - responsável pelas operações de Inteligência. O documentário questiona o fato dos três agentes que vigiavam o brasileiro não estarem armados nem uniformizados e, sequer, consideravam-no uma ameaça ou suspeito de portar armas ou bombas. Outro ponto investigado pelo programa é o porquê da polícia ter se pronunciado somente no dia seguinte a respeito da pessoa morta na operação e da mesma não ter ligações com os ataques. O documentário mostra ainda as investigações da Comissão Independente de Investigação de Queixas da Polícia (CIIQ), que revelam que Ian Blair, Chefe da Polícia Metropolitana de Londres, tentou impedir que a morte fosse investigada; além de entrevistas com os familiares de Jean Charles em Gonzaga, em Minas Gerais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.