"Casa dos Artistas" ainda atrai novos candidatos

Apesar de ter sido tirado do ar por ordem judicial, o programa Casa dos Artistas continua agitando a portaria da emissora em São Paulo, na via Anhanguera. Mais de 50 pessoas ao dia têm congestionado a sede, desde segunda-feira, para inscrever-se na próxima edição do programa.Alguns dos candidatos chegam ao local apresentando-se como cantores, atores desempregados ou modelos. A procura temocorrido apesar de a produção do programa não ter nem sequer ventilado a possibilidade de abrir inscrições, ainda mais se o programa continuar vetado na Justiça.A liminar que proibiu ontem a exibição do Casa dos Artistas, do SBT, provocou uma queda vertiginosa de audiência no horário de exibição do programa. Com o cancelamento, a emissora, que com o programa teve médias de 31 pontos (domingo)e 20 pontos (segunda e terça-feira), amargou 6 pontos no horário da atração. Por 20 minutos, o SBT repetiu o comunicado em que lamentava a liminar, que acabou cumprindo.O SBT recuperou ibope com o Programa do Ratinho, que retomou seus 17 pontos de audiência habituais. O apresentador começou seu programa ironizando a atitude tomada pela Globo depedir a liminar, concedida pelo juiz Paulo Campos Filho, da 4.ª Vara Cível de Osasco, que cancelou a exibição de Casa dos Artistas. Ratinho dizia ser "uma brincadeira" a medida. "O meu programa ninguém tira do ar. Quer copiar pode copiar", disse. Para o apresentador, a Globo mostrou "mais uma vez" que "manda".Apesar da vitória jurídica de ontem, por via das dúvidas a Globo manteve a orientação dada na segunda-feira de "esquentar" as edições dos programas dominicais Fantástico e No Limite. A ordem é a revista eletrônica atenuar o número de quadros leves e apostar em reportagens e temas mais fortes que os da semana passada, quando o programa perdeu por 33 a 25pontos de audiência para Casa dos Artistas. Em No Limite a direção da Globo decidiu antecipar provas de maior apelo,como a que obrigará os 12 participantes da gincana a comer macarronada de minhocas ao molho de tinta de lula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.