Casa de Agatha Christie será aberta ao público

A casa de campo onde a escritora britânica Agatha Christie escreveu alguns de seus mais famosos romances de mistério será aberta ao público pela primeira vez desde sua morte, em 1976. Segundo o jornal inglês The Times, a "Greenway House", perto do rio Dart, foi comprada no final de 2004 pelo National Trust (NT) depois da morte da única filha de Agatha. O anúncio foi feito junto com o início da "Semana Christie" na Inglaterra, para comemorar o legado pela obra da genial escritora, uma das mais populares do século passado. Agatha conseguiu vender dois milhões de seus livros, que foram traduzidos a 103 idiomas. Somente a Bíblia e as obras do dramaturgo inglês William Shakespeare conseguiram vender um maior número de cópias. Muitos dos mistérios de Agatha, como aqueles que narra o detetive belga Hercule Poirot, foram escritos em Greenway House, casa que é descrita com luxos de detalhes em duas das obras da escritora, Jogo Macabro, de 1956, e Os Cinco Porquinhos, de 1943. Além disso, o National Trust, que cuida de casas históricas, comprou cerca 30 acres de jardins e campos que rodeiam Greenway House, para que os visitantes possam apreciar a paixão da autora britânica pela jardinagem. A casa estava em posse de uma única filha da escritora, Rosalind Hicks, e do marido dela, Anthony, que vivam ali. Antes de abrir Greenway House ao público, o NT planeja realizar reformas em cerca de US$ 4 milhões na casa, que data da década de 1930. Entre as posses da Agatha Christie que ainda continuam em seu lugar, está a mesa em que escrevia seus romance de detetives e mistérios. Robyn Brown, encarregado da Greenway House, declarou que idéia é restaurar a casa da escritora "e devolver sua alma e coração". "Esta casa ajudará os visitantes a imaginar como Agatha Christie passava suas férias em família e como escreveu muito de seus livros", acrescentou. Mathew Prichard, afilhado de Agatha Christie, colaborou junto ao National Trust para colocar ordem aos papéis e posses de sua madrinha, incluindo souvenirs de viagens, cartas e objetos que deu a seu marido, o arqueólogo Max Mallowan.Agatha Christie era uma escritora muito prolífica e bem-sucedida quando comprou Greenway House em 1938. Em 1944 e durante os dias prévios ao desembarque das forças aliadas na Normandia, o Dia D, a casa foi habitada por soldados norte-americanos. Como parte da "Semana Christie" a loja Harrod´s de Londres planeja colocar em exibição alguns dos objetos pessoais mais importantes da autora, entre eles a máquina de escrever Remington de 1937, em que escreveu muito de seus famosos livros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.