Cartoon Network resgata Asterix

Os invasores romanos chegaram à Gália (atual França), venceram e exigiram a deposição de armas. Mas sofreram a resistência de uma pequena aldeia onde o povo, segundo conta a lenda, tinha numa poção mágica a razão de tanta coragem e bravura. Eles eram comandados por Asterix, personagem de Uderzo e Goscinny, artistas que souberam captar com destreza o inconsciente coletivo francês. Afinal, não é por acaso que Asterix tornou-se herói entre os franceses do século 20 e, ao que tudo indica, continuará seu reinado neste novo século. Os gauleses avançaram: 33 histórias diferentes rodaram o mundo com a venda de 280 milhões de revistas em 77 países e 57 idiomas. Os bravos gauleses também viraram personagens de sete desenhos animados. Quatro deles o Cartoon Network exibe a partir de amanhã, e até o final do mês, no programa Teatro Cartoon, sempre aos domingos, das 14 às 16 h. Os desenhos são uma boa pedida para tirar a ressaca de quem assistiu à versão cinematográfica - com Christian Clavier como Asterix e Gérard Depardieu como Obelix -, que não foi sucesso entre os conhecedores dos personagens, tampouco entre o público em geral.O primeiro a ser exibido é Asterix Versus César, uma aventura em que Asterix e Obelix enfrentam os romanos na África. Nos domingos seguintes vão ao ar Asterix e Cleópatra (dia 14), com humor pastelão; Asterix Entre os Bretões (dia 21), que conta a união dos gauleses e dos bretões contra, claro, os romanos; e Asterix, o Gaulês, história em que os romanos tentam descobrir o segredo da poção mágica, criada pelo druida Gatafix, que dá poderes ilimitados a qualquer um que a tome. Nem precisa dizer que a força bruta dos romanos não vence a esperteza dos gauleses.

Agencia Estado,

06 de janeiro de 2001 | 17h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.