Cartão de filho a JFK é vendido em leilão de US$ 2 milhões

Milhares de itens que pertenceram a um assessor de John Kennedy foram vendidos por cerca de 2 milhões de dólares em um leilão que terminou nesta segunda-feira, quase 50 anos depois do assassinato do presidente norte-americano.

Reuters

18 Fevereiro 2013 | 22h34

Um cartão de aniversário do filho dele, o também falecido John F. Kennedy Jr., saiu por 17 mil dólares. Mas o item mais caro da coleção foi a jaqueta de aviador usada por Kennedy no avião presidencial -570 mil dólares, mais custos cobertos pelo comprador. O valor é várias vezes superior à estimativa inicial, de 20 a 40 mil dólares.

O acervo incluía cartas, fotos, livros e outros itens guardados em gavetas e armários na casa de David Powers, que morreu em 1998. Eles foram achados há poucos anos por parentes que preparavam a venda do imóvel, em Arlington, Massachusetts.

Powers acompanhou Kennedy ao longo de toda a sua carreira política, de 1946 até a morte, em 22 de novembro de 1963. Ele permaneceu próximo da família Kennedy e foi curador da Biblioteca Presidencial e Museu John F. Kennedy, em Boston. Aposentou-se em 1994.

(Reportagem de Daniel Lovering)

Mais conteúdo sobre:
ARTE LEILAO JFK*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.