Carolina Herrera desfila sua nova coleção em NY

Moda para primavera-verão 2008 conta ainda com três estilistas brasileiros

Reuters e Efe,

10 de setembro de 2007 | 19h04

Carolina Herrera apresentou nesta segunda-feira uma coleção de primavera-verão 2008 cheia de cores vivas e toques de feminilidade, representando seu país natal, a Venezuela, com muita sensualidade. Um vestido tipicamente Herrera foi o longo com saia larga e tecido com estampa floral com predomínio da cor coral.  Galeria de fotos   "Cada roupa tem um detalhe poderosamente importante", disse a editora de moda da revista Glamour, Suze Yalof Schwartz. Carolina enfeitou seus vestidos com plumas, contas e lantejoulas colocadas em desenhos florais. "Trocaria tudo o que tenho no guarda-roupa por este vestido branco com plumas e contas pretas", disse Suze. Carolina disse que se inspirou nas aquarelas de Jeremiah Goodman. "Esta coleção é uma luxuosa expressão do amor de uma mulher pela cor e pelo drama", disse a estilista. BrasileirosEntre os estilistas brasileiros, Carlos Miele, Alexandre Herchcovitch e Amir Slama, que apresentou no sábado sua moda praia da grife Rosa Chá, encerrando a presença nacional em NY. As propostas de Slama para a temporada mostram um universo de cores, tecidos e adornos, inspirados no dadaísmo e no surrealismo. Segundo o estilista, a coleção é "uma alquimia entre história, moda e conduta", na qual a Tropicália é o "pano de fundo sobre o qual sincretismo e subversão são representados". Ao ritmo de Bossa Nova, Carlos Miele apresentou quinta-feira passada uma coleção inspirada no encontro entre Tom Jobim e o cantor americano Frank Sinatra em 1960. Miele mostrou uma coleção elegante, refinada e sensual, composta por tons vibrantes inspirados nas cores das frutas exóticas e nas praias brasileiras, assim como nas fotografias em preto e branco que o próprio estilista tirou em suas viagens à Europa e a Nova York. Na quarta-feira, o brasileiro Alexandre Herchcovitch também teve a oportunidade de mostrar suas popostas para roupas femininas, nas quais o dinamismo e elegância se uniam em seus desenhos, desestruturados e muito coloridos. 

Tudo o que sabemos sobre:
Semana de Moda de NY

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.