Imagem Fábio Porchat
Colunista
Fábio Porchat
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Carne

Casal sentado num restaurante. Homem corta um pedaço de carne e quando vai colocar na boca sua namorada o impede.

Fábio Porchat, O Estado de S.Paulo

25 Janeiro 2015 | 02h06

MULHER

Você vai comer isso?

HOMEM

Vou.

MULHER

Você sabe que isso é carne, né?

HOMEM

Sei.

MULHER

De vaca.

HOMEM

É.

MULHER

Que foi injustamente assassinada.

HOMEM

Isso aí pra mim já é uma informação

nova.

MULHER

Você acha que ela quis morrer?

HOMEM

Não. Querer, querer ela não quis.

MULHER

Quem não quer morrer e morre é o quê?

HOMEM (sem saber)

Triste?

MULHER

Bom, se quiser comer, come.

HOMEM

Agora, fiquei meio em dúvida.

MULHER

Come. Mas saiba que está compactuando com a indústria da morte.

HOMEM

Aí não é legal mesmo não.

MULHER

Não é mesmo.

HOMEM

Mas eu faço o que agora? Porque ela já foi morta, grelhada, eu já cortei um pedaço e ela já tá no meu garfo.

MULHER

Come.

HOMEM

Tá.

MULHER

Mas deixa sangrar bem na sua boca para você saber que tá comendo um bicho morto.

HOMEM

É, acho que vou ficar só no macarrão.

MULHER

No macarrão tem ovo?

HOMEM

Tem. Acho que tem.

MULHER

A galinha deu o ovo pra fazerem esse macarrão ou o ovo foi arrancado dela sem sua prévia autorização?

HOMEM

Aí tinha que falar com a galinha pessoalmente, porque eu não tô com essa informação aqui...

MULHER

Você ia querer que arrancassem o seu filho de você?

HOMEM

Não. Nem tenho filho, mas não.

MULHER

Vamos ficar na saladinha?

HOMEM

É que a salada é de atum.

MULHER (chora)

Não.

HOMEM

Você conhecia ele?

MULHER

Acho que eu quero ir embora.

HOMEM (pegando o casaco)

Vamos.

MULHER

Esse casaco é de couro?

HOMEM

Mas não fui eu que comprei, eu ganhei de presente! Volta aqui!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.