Carlton Arts traz Stockhausen

O compositor alemão Karlheinz Stockhausen de 74 anos, "pai" da música eletrônica e pioneiro do serialismo, é o principal convidado do mais novo evento multimídia do País, o Carlton Arts, patrocinado pela companhia de cigarros Souza Cruz e produzido pela mesma empresa que organiza o Free Jazz Festival, a Dueto Produções. Além de Stockhausen, outros convidados do cast vanguardista do Carlton Arts (que sucede o extinto Carlton Dance, cuja última edição foi realizada em 1997) traz o teatro experimental do canadense Robert Lepage, uma performance da grife americana Imitation of Christ, uma instalação fotográfica da revista Visionaire, uma retrospectiva do cineasta canadense David Cronenberg e um espetáculo inédito da coreógrafa brasileira Renata Melo.O festival será realizado entre 25 de junho e 1.º de julho, no Moinho Eventos (Rua Borges Figueiredo, Mooca, unicamente em São Paulo). Os ingressos custam entre R$ 16 (para as exposições e o agito) e R$ 70 (para os espetáculos). A exemplo do Free Jazz, o Carlton Arts terá um complexo de bares e restaurantes, uma art store e um lounge que terá nos pick-ups o DJ Rafael Moraes."Miss Gardenberg, eu faço electronic music, mas sem performers", disse Karlheinz Stockhausen à curadora do festival Monique Gardenberg, explicando que o que faz não é exatamente um show. Segundo Monique, Stockhausen (o mais importante compositor de música contemporânea, ao lado de Pierre Boulez) virá sozinho e fará suas apresentações sem nenhum músico. O programa inclui peças históricas do compositor: Oktophonie, Kontakte, Hymnem I e II e Hymnem III e IV.A grife Imitation of Christ trará seus artífices, os jovens estilistas Matthew Damhave e Tara Subkoff, ao Brasil. Mas o que farão no Carlton Arts ainda é um mistério. Seu primeiro desfile, no Est Village de Nova York, no ano passado, ocorreu durante um velório. Sua visão de moda une performance, tecnologia e experimentação. O nome da grife vem do livro homônimo de Thomas Kempis, do século 15.Já a Visionaire está produzindo uma instalação interativa de fotografia. São mais de 40 fotógrafos e artistas convidados, entre eles Mário Testino, Chris Cunningham, Roxanne Lowit, Nan Goldin, David Armstrong e outros. Eles fotografam ou produzem imagens de partes de corpos humanos que serão sobrepostas e "pulverizadas" conforme o visitante adentra a instalação.Na mostra de cinema, além de oito filmes de David Cronenberg (que poderá vir à exposição), haverá um módulo chamado O Homem e A Máquina, com os primeiros filmes mudos que trataram da tecnologia (como The Electric House, de Buster Keaton, a Prazeres Sintéticos (de Iara Lee).O diretor canadense Robert Lepage trará seu novo espetáculo, The Far Side of the Moon para quatro apresentações no Carlton Arts. A peça, que tem música de Laurie Anderson, aborda o tema das conseqüências da corrida espacial e é definido como um encontro entre "arquitetura, música, dança, literatura, acrobacia e jogo".Segundo o produtor Cacá Ribeiro, responsável pelo espaço das performances, o antigo Moinho da Zona Leste, o local está preparado para receber até 5 mil pessoas por noite. O curador-geral do evento é o antropólogo Hermano Vianna. Os ingressos estarão à venda a partir do dia 1.º, no Shopping Iguatemi (São Paulo) e no Shopping da Gávea (Rio). Pela Internet será possível adquirir ingressos no endereço www.carltonarts.com.br, a partir do dia 25.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.