Carlton Arts expõe os extremos da arte

Sucessor do Carlton Dance Festival, evento que desapareceu em 1997, o Carlton Arts surge como uma mostra de rara configuração no cenário. Seu objetivo é alinhar os extremos da radicalidade artística, o extremo histórico e a chamada novidade. Tanto que uma das ambições era trazer, como expoentes da área musical, o projeto eletrônico britânico Aphex Twin (na verdade, obra de um homem só, Richard James, de Cornwall) para compor um painel com o pioneiro Karlheinz Stockhausen.Não deu certo, segundo a produtora do evento, Monique Gardenberg, porque a logística para trocar e montar equipamentos de um e outro era demasiado complicada e apenas Stockhausen vem. Além dele, o Carlton Arts traz o teatro experimental de Robert Lepage, uma performance da grife Imitation of Christ (que coloca em xeque o próprio conceito de grife), uma instalação fotográfica da revista Visionaire, a retrospectiva de Cronenberg e um espetáculo de Renata Melo.O festival será realizado entre 25 de junho e 1.º de julho, no Moinho (R. Borges Figueiredo, 510, Mooca). Os ingressos custam entre R$ 16 (para as exposições e o agito) e R$ 70 (para os espetáculos) e já estão à venda (www.carltonarts.com.br).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.