Reuters
Reuters

Cantora de grupo alemão é presa por passar Aids a parceiro

Nadja Benaissa é acusada de ter mantido relações sexuais sem avisar parceiros do perigo de contaminação

Efe,

14 de abril de 2009 | 15h54

A cantora Nadja Benaissa, de 26 anos, do grupo pop vocal feminino alemão No Angels, foi presa por contaminar um homem com o vírus da Aids, após manter relações sexuais com ele sem adverti-lo do perigo. A Procuradoria de Darmstadt, cidade no oeste da Alemanha, informou nesta terça-feira, 14, sobre sua detenção, que segundo a imprensa local ocorreu no sábado, após ela fazer um show solo em uma discoteca de Frankfurt.

 

Nadja é acusada de manter relações sexuais sem a devida proteção entre 2004 e 2006 com três homens, dentre os quais pelo menos um foi contagiado, presumivelmente pela cantora. A Procuradoria abriu um processo por lesões físicas e, em caso seja declarada culpada e condenada, ela pode pegar de seis meses a dez anos de prisão.

 

O No Angels, criado em 2000 e formado por quatro cantoras, teve altos e baixos em sua carreira. Da popularidade atingida nos primeiros anos, como uma réplica alemã das Spice Girls, passaram ao declínio e a separação, em 2003. Dois anos depois, após várias tentativas de Nadja alcançar o sucesso em carreira solo, elas se reuniram e, em 2008, representaram a Alemanha no Festival Eurovision, onde ficaram em último lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.