Cantor Waldick Soriano morre aos 75 anos, vítima de câncer

Morreu na madrugada destaquinta-feira, às 5h45, o cantor Waldick Soriano. Ele tinha 75anos e sofria de câncer de próstata desde 2006. O cantor estavainternado no Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Rio deJaneiro. Segundo a assessoria do Inca, Soriano de entrada nohospital na noite de domingo, numa unidade destinada apacientes "sem possibilidade de cura". Ele já vinha recebendoatendimento domiciliar desde maio e foi internado após oagravamento da doença. Nascido em Caetité, na Bahia, Waldick Soriano ficouconhecido na década de 1960 por músicas românticas precursorasdo estilo "brega". Seu maior sucesso é a canção "Eu não soucachorro, não", gravada em 1974 e regravada em inglês incorretopor Falcão, outro ícone brega, em 1991, no disco "Bonito, Lindoe Joiado". A canção "Tortura de Amor", censurada em 1974, também teveuma releitura na voz de Fagner, em 1989. O último lançamento do cantor foi o CD "Waldick Soriano AoVivo", gravado em Fortaleza. O disco chegou às lojas junto como documentário "Waldick, Sempre no Meu Coração", dirigido pelaatriz Patrícia Pillar e lançado no festival "É Tudo Verdade"deste ano. (Reportagem de Marjorie Rodrigues)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.