Cantor sofre plágio e ganha processos

Manu Chao tem um carma: as agências publicitárias adoram suas músicas. Mas ele quase sempre nega o uso. Só permite que entidades não lucrativas utilizem, sem cobrar - cedeu recentemente uma canção para uma escola de surfe em Fortaleza. Em 2007, o jornal gratuito ADN, de Barcelona, usou Me Gustas Tú sem autorização e a decisão acaba de sair - serão obrigados a pagar 90 mil a Manu. Outra história que ele conta: uma agência pediu a cessão de Bongo Bongo para a campanha de um banco na Inglaterra. Ele não permitiu. A agência então resolveu "clonar" a música. Manu parou toda a campanha, milionária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.