Cantor Pete Doherty é preso por posse de cocaína

LONDRES (Reuters Life!) - O músico Pete Doherty foi preso na sexta-feira depois de confessar-se culpado de posse de cocaína, informou a Press Association. Ele deve passar seis meses detido.

REUTERS

20 de maio de 2011 | 18h12

O cantor de 32 anos foi detido em janeiro do ano passado por policiais que investigavam a morte por suspeita de overdose da herdeira Robyn Whitehead.

O controverso vocalista da banda Babyshambles já foi preso duas outras vezes e admitiu repetidas vezes a posse de substâncias proibidas.

O juiz David Radford disse que ele tem um "histórico medonho" de infrações, tendo aparecido diante de tribunais 13 outras vezes no passado.

Peter Wolfe, 42, que confessou-se culpado de duas acusações de posse de cocaína e uma de ter fornecido cocaína a Whitehead, foi sentenciado a um total de 12 meses de prisão.

Neta do falecido Teddy Goldsmith, fundador da revista The Ecologist, Whitehead passou os últimos dez dias de sua vida fazendo um documentário sobre Pete Doherty.

A promotora Alison Morgan disse que paramédicos foram chamados para o apartamento de Wolfe na zona leste de Londres em 24 de janeiro do ano passado, onde Whitehead estava desmaiada.

Eles tentaram ressuscitá-la, mas ela foi declarada morta pouco depois.

Os resultados dos exames toxicológicos constataram que ela tinha uma combinação de cocaína e heroína em seu organismo e morrera de intoxicação por heroína.

Imagens filmadas no interior do apartamento dois dias antes a mostraram com Wolfe, que passava um cachimbo de crack a ela, que o fumou.

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEPETEDOHERTYPRISAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.