Câncer mata o poeta cisneros

O poeta peruano Antonio Cisneros, ganhador do Prêmio Ibero-Americano de Poesia Pablo Neruda, em 2010, morreu no sábado, em Lima, aos 69 anos, em decorrência de um câncer de pulmão. A obra de Cisneros, considerado um dos poetas mais importantes de língua espanhola, foi reconhecida a partir de diversos prêmios, mas foi com o poema Canto Ceremonial Contra Un Oso Hormiguero, de 1968, que ele tornou-se conhecido fora da América Latina. Cisneros também atuou como professor universitário e jornalista. No Brasil, o poeta teve publicada apenas uma coletânea, Sete Pragas Depois (Editora Cosac Naify, 2003). / AFP

O Estado de S.Paulo

08 Outubro 2012 | 03h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.