Canal de TV para público gay é lançado na França

A Pink TV, que entra no ar nesta segunda-feira, é o primeiro canal da França dedicado a gays e lésbicas. A estação é apoiada por três dos principais canais franceses e espera atrair anunciantes que apostem no poder de compra mais elevado dos gays.Entre as atrações principais estão filmes pornôs gays em quatro noites por semana, transmitidos depois da meia-noite, e documentários de celebridades, como Freddy Mercury.Também vão ser exibidos programas de comédia, como French and Saunders, e a série cult americana dos anos 70 Mulher Maravilha. O canal ainda abre espaço para programas de esportes, que serão transmitidos pela transexual Brigitte Boreale.A hora é agoraO canal vem recebendo uma cobertura ampla e positiva da mídia francesa e está sendo promovido como um canal urbano que espera atrair tanto telespectadores hetero quanto homossexuais.Os canais que apóiam a Pink TV acreditam que o tempo de concretizar essa idéia chegou, já que a homossexualidade está sendo cada vez mais aceita na sociedade francesa.Os casais gays franceses já têm direito a um contrato de sociedade legal, enquanto um casal de lésbicas recebeu recentemente direitos iguais aos de casais heterossexuais para cuidar de uma criança, pela primeira vez na história da Justiça francesa. Além disso, o popular prefeito de Paris, Bertrand Delanoe, é assumidamente gay.SucessoOs assinantes da Pink TV vão pagar 9 euros (R$ 32,50) por mês, e o canal espera atender pelo menos 180 mil assinantes em dois anos. Os anunciantes constituem 20% dos rendimentos da Pink TV, mantendo o orçamento do canal em 12 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões) por ano.Outros canais de televisão que se dedicaram à audiência gay não tiveram bons resultados financeiros, como a Pridevision, lançada no Canadá em 2001, e a Gay TV, lançada na Itália em 2002. Porém, os que apóiam a Pink TV argumentam que a demanda está ali, na França, e estão bastante otimistas em relação ao sucesso do canal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.