Canadense que seguia Claudia Schiffer é deportado

Um canadense acusado de perseguir Claudia Schiffer foi deportado da Inglaterra, segundo disse hoje a polícia. O desempregado Louis Alexandre Brisette, de 21 anos, foi preso após enviar cartas e telefonar insistentemente para modelo alemã, que tem uma mansão Bury St. Edmunds, no sudeste do país. Brisette apresentou-se à Corte no sábado e foi liberado. No domingo, oficiais o surpreenderam no hotel em Bury St. Edmunds e o levaram ao departamento de imigração. Claudia Schiffer vive na Inglaterra com o marido, o produtor Matthew Vaughn, e seu filho de um ano, Caspar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.