Canadá adia mostra de artistas de origem árabe

Os países que me habitam/ As terras dentro de mim é o nomeda mostra que apresentaria o trabalho de 30 artistas árabe-canadenses no Museu da Civilização e que foi adiada até segundo aviso, motivando o abaixo-assinado que os artistas estão fazendo circular pela Internet."Como participantes da exposição, nós gostaríamos de expressar nosso constrangimento e o ultraje desta decisão da qual fomos notificados esta semana em uma nota curta. A data prevista para abertura da mostra era o dia 28 de outubro. Esta exposição vem sendo preparada há cinco anos e não temos nenhuma dúvida de que os trágicos acontecimentos do dia 11 de setembro em Nova York e Washington estão diretamente relacionados com a decisão. Alguns dias antes, o museu havia enviado cartas aos artistas pedindo a lista de seus convidados e confirmando a data de abertura (as cópias estão disponíveis a quem quiser requisitá-las). É lamentável que no momento em que crescem os ataques racistas contra membros de nossa comunidade, uma instituição do governo federal (um dos maiores museus públicos do Canadá) assuma tão improdutiva e insuportável posição. Em meio a esta recente onda de racismo e intolerância publicitários e políticos estão liderando várias campanhas de conscientização e tolerância cultural. É preocupante que justamente o Museu da Civilização esteja seguindo caminho oposto. O que está sendo adiado é um importante e único evento cultural que tinha potencial para conter os prejuízos que nossa comunidade tem enfrentado há tanto tempo. O museu indicou que o propósito do adiamento foi proteger o contexto da exposição à luz do sentimento anti-árabe que se seguiram aos ataques contra os Estados Unidos. Nós desconfiamos que esse tipo de "controle" antecipa e estimula um sentimento racista entre o público. Nós acreditamos firmemente que os acontecimentos culturais tais como este têm um importante papel educativo e humanitário necessários agora mais do que nunca.Ao propor o cancelamento de tão importante exposição, o museu envia uma mensagem com implicações graves como, por exemplo: qualquer acontecimento que envolva a cultura árabe precisa ser controlado; qualquer evento atual ou futuro realizado por ou para a comunidade árabe-canadense é uma atividade de risco; a suposição de que todo canadense deva assumir uma posição contrária à comunidade árabe-canadense; a simples suposição de que essas medidas coletivas racistas e punitivas tenham sido aprovadas pelo corpo diretor do Museu da Civilização.Nós acreditamos que o museu precisa apoiar a comunidade árabe-canadense . Nós pedimos ao Museu da Civilização para reconsiderar o adiamento ou marcar outra data o mais rápido possível".Dr. Victor Rabinovitch(victor.rabinovitch@civilization.ca); Pierre Pontbriand (pierre.pontbriand@civilization.ca); Louise Dubois (louise.dubois@civilization.ca); Dr. Stephen Inglis (stephen.inglis@civilization.ca); Rawi Hage (rawi@sympatico.ca); Jayce Salloum(jsalloum@aol.com) Laura Marks (laura_marks@carleton.ca)

Agencia Estado,

25 de setembro de 2001 | 20h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.