'Caminho das Índias' teve final feliz no Twitter

Quem gosta de seguir uma história pela TV durante pelo menos oito meses sabe: não tem nada mais sem graça do que ver novela sozinho. Afinal, há sempre duas novelas: a oficial, escrita pelo autor, e uma outra, sem freio, que se forma a partir dos comentários sobre a primeira, nos salões de beleza, pontos de ônibus, lanchonetes de empresas e qualquer lugar onde se juntem dois noveleiros. Com "Caminho das Índias", da Globo, que terminou na última sexta-feira, não foi diferente.

AE, Agencia Estado

17 de setembro de 2009 | 10h21

Mas a novela de Glória Perez contou com um reforço, o Twitter, o que representou notável avanço na ligação entre a televisão e a internet, tão sonhada pelos executivos das emissoras. A rede social de microblogs, onde agora tudo parece acontecer em mensagens de 140 caracteres, transformou-se numa imensa sala de estar, onde qualquer mortal telespectador tinha a sensação de estar assistindo à novela ao lado de outros milhares de telespectadores e, mais divertido, de gente como o jornalista Ricardo Noblat (que se revelou noveleiro de olho clínico), atores, humoristas e Glória Perez. "Vi o último capítulo em casa, no computador, acompanhando o Twitter, me emocionando e me divertindo com os comentários", diz a autora, em entrevista por e-mail.

No novo desenho de programação, com muitas opções e consequente pulverização da audiência, os números aferidos pelo Ibope tornaram-se apenas uma das maneiras de medir o sucesso. A repercussão de um folhetim, entretanto, continua sendo o melhor termômetro da força da telenovela - o que vira-e-mexe é questionado. Novela boa é novela que repercute, dizem autores experientes.

Por isso, "Caminho das Índias" surpreende. Além dos 55 pontos de média no Ibope na Grande São Paulo (cada ponto representa 56 mil domicílios), o site da novela na internet teve média de 2.336.552 visitas, com picos de 2.760.412 na quarta-feira e 2.654.881 na sexta (dados do Google Analytics).

A TV brasileira, que até então só podia contar com a tal "participação do internauta" por meio de mensagens e envio de vídeos caseiros, nunca viu tamanha integração, a ponto de a audiência de um site ligado a um programa ser tão expressiva. Nos últimos dias da trama, a Globo apresentou cenas decisivas do capítulo do dia em primeira mão na internet, seguindo a estratégia das grandes redes americanas para divulgar seriados. O vídeo mais visto, que antecipou cenas do último capítulo, teve 392.574 acessos. As informações são do Jornal da Tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
internetTwitterCaminho das Índias

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.