'Caminho das Índias' supera 'A Favorita' no capítulo final

Com duas horas de duração, episódio termina com cena romântica de Maya e Raj

Cristina Padiglione,

11 de setembro de 2009 | 23h48

A Globo obteve média de 55 pontos de audiência na Grande São Paulo com o capítulo final da novela "Caminho das Índias", nesta sexta-feira, segundo dados preliminares da aferição instantânea do Ibope. Cada ponto corresponde a 56 mil domicílios na região. No horário, de cada 100 televisores ligados, 77 estavam sintonizados na Globo. O resultado supera o ibope do final de sua antecessora, "A Favorita", que obteve 50 pontos no seu último capítulo.

 

Com duas horas de duração, o episódio reservou pouco mais de três minutos ao desfecho daquele que inicialmente seria o mocinho da novela de Glória Perez: Bahuan (Márcio Garcia) casa-se com uma filha de marajá e, are baba, Maya (Juliana Paes) fecha a cena com seu Raj (Rodrigo Lombardi).

 

Seja feita a vontade da audiência, eis o lema que norteou o final da trama, com uma exceção relevante: a vilã, Yvone (Letícia Sabatela), foge da prisão. A justificativa de Doutor Castanho (Stênio Garcia) sobre a esquizofrenia da personagem, no entanto, encarregou-se de atenuar a ideia de que o crime compensa.

 

Ainda no contexto dos personagens tortinhos de caráter, digamos, apenas o casal Ilana (Ana Beatriz Nogueira) e César (Antonio Calloni) não se permitiu qualquer redenção de última hora. E estranham que o filho pitboy, Zeca (Duda Nagle) tenha até curtido o trabalho voluntário (pena a que foi condenado por atropelar Duda) na Associação Viva Cazuza e num Espaço Criança Esperança, um rápido merchandising social em causa da própria Globo.

Tudo o que sabemos sobre:
Caminho das ÍndiasnovelaTV Globo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.