Câmara analisa projeto que restringe cenas de nudez na TV

A Câmara dos Deputados analisa hoje restrições à difusão de imagens de nudez na programação e nas inserções publicitárias na televisão. A proposta é do deputado Gilberto Nascimento, do PMDB de São Paulo, e abrange tanto os canais abertos como os por assinatura. O projeto proíbe a associação da nudez, ou de sua sugestão, ao patrocínio de programas, ao merchandising (propaganda subliminar) e à propaganda de produtos, serviços ou ações de qualquer natureza. A exposição da nudez fica limitada ao horário entre as 23 e as 4 horas.A proposta fixa multa de até R$ 2 mil por programa em caso de descumprimento da norma. A emissora reincidente, além da multa, ficará sujeita à suspensão das operações por até 48 horas. Ficam isentos das exigências os canais de televisão por assinatura contratados em separado que disponham de sistema de senhas ou de controle para acesso à programação. As informações são da Radiobrás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.