Calendário Burti destaca vida dos insetos

O Calendário Burti 2004 ? Mata Atlântica 7.3 foi lançado hoje na Picacoteca do Estado, com 13 fotos de insetos da Mata Atlântica, assinadas pelo fotógrafo Manuel da Costa. O título do calendário faz referência à devastação da flora e fauna da mata que já ocupou quase toda a faixa litorânea brasileira e hoje tem apenas 7,3% de sua cobertura original. O calendário sai no momento em que as regras para sua preservação ganham uma lei federal.Costa, que morou durante oito anos (de 1992 a 2000) numa pequena região à beira da Lagoa das Malvas no Rio Grande do Sul, uma das poucas reservas de Mata Atlântica que ainda restam no Brasil. Ele montou uma estrutura simples, dentro de uma pequena propriedade rural, com casa, estúdio e laboratório para retratar, como ele mesmo diz, ?as evoluções da luz e da vida? - daí a seqüência de fotos de mariposas, que se aproximavam de sua lente atraídas pelas luzes de sua varanda.A tradicional linha de calendários da Editora Gráficos Burti, que existe há 30 anos, surgiu em 1995, a fim de retratar a realidade social e cultural do país. O tema da primeira edição foi Índios, seguido por Negros (1996), Violência contra crianças (1997), até que em 2001 o calendário passou a investir no trabalho de fotógrafos como o peruano Martin Chambi, descendente dos índios Aimaras, do brasileiro Miguel Rio Branco, em 2002, que mostrou a cultura de Havana, entre outros. Serviço - Calendário Burti 2004 ? Mata Arlântica 7.3 - Pinacoteca do Estado - Praça da Luz, nº 2 - tel: (11 229 9844) - Preço: R$ 50,00 ? Na livraria da Pinacoteca a partir de 20 de dezembro.

Agencia Estado,

16 de dezembro de 2003 | 16h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.