Calatrava na mira da lei italiana

O Tribunal de Contas italiano investiga o arquiteto espanhol Santiago Calatrava por suposto prejuízo ao erário público causado por erros durante a construção da ponte que projetou para Veneza, informou o jornal La Republica. O fiscal Carmine Scarano, que se baseou em quatro relatórios ténicos realizados por diferemtes especialistas, calculou os danos provocados pela Ponte da Constituição em 3,4 milhões de euros. Às críticas sobre o possível superfaturamento somam-se a de atrasos na construção da obra, que deveria estar concluída em 2003 e só foi inaugurada em 2008. Calatrava é o principal nome da arquitetura espanhola. / EFE

O Estado de S.Paulo

19 de março de 2012 | 03h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.