Caetés em edição especial e uma casa para Graciliano

Entre as ações previstas pela Record para engrossar a homenagem que a Flip (3 a 7 de julho) presta a Graciliano Ramos, autor da casa, está o lançamento de uma edição especial de Caetés. Publicado há 80 anos, o livro sairá em capa dura e terá textos de Erwin Torralbo, pesquisador da obra de Graciliano, e de Elizabeth Ramos, neta do escritor. Ricardo Filho, outro neto, lança pela Globinho Se Eu Não Me Chamasse Raimundo, um tributo à A Terra dos Meninos Pelados (1939), do avô, com ilustrações de Bruna Assis Brasil (ao lado). A Record terá casa da Flip, ação adotada por outras editoras em edições passadas. Este ano, porém, Companhia das Letras, Cosac Naify, Intrínseca e Rocco não terão casa aberta ao público. O chamado custo-Flip é um dos impedimentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.