Caderno do poeta William Blake é exposto em mostra

O caderno em que William Blake escreveu um de seus poemas mais famosos, The Tyger (O Tigre), é a peça central de uma exposição na Biblioteca Britânica que lembra, a partir desta quinta-feira e até 21 de março o 250.º aniversário do nascimento do artista. O caderno, que o escritor e pintor inglês utilizou para realizar seus poemas e desenhos durante mais de 30 anos, será exibido junto a outros objetos de artistas que foram influenciados por sua obra. Assim, na mostra William Blake: Sob Sua Influência poderá ser visto também um manuscrito do romance A Luneta Ambar, do escritor inglês Philip Pullman. O nome da protagonista, Lyra, e uma das cenas do romance, são inspirados no poema The Little Girl Lost, de Blake. A escritora Tracy Chevalier e a cantora Patti Smith doaram também trabalhos inspirados pelo influente poeta, nascido em Londres em 28 de novembro de 1757. Uma porta-voz da Biblioteca Britânica assinalou que a genialidade do escritor não foi reconhecida em vida, mas seu legado criativo perdura. "Esta exposição mostra a surpreendente criatividade de Blake e sua contribuição à obra de artistas e escritores contemporâneos, 250 anos depois", acrescentou. A Biblioteca também criará uma versão digital do caderno de notas de Blake que poderá ser visto na internet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.