'Caderno 2' tem nova grade de colunistas

Sérgio Augusto inaugura no sábado a nova formatação com texto sobre a necessidade humana de se escrever cartas

O Estado de S. Paulo

01 Maio 2015 | 21h18

A partir deste sábado, 2, a grade de colunistas do Caderno 2 ganha uma nova distribuição. A primeira novidade é o revezamento, aos sábados, entre Marcelo Rubens Paiva e Sérgio Augusto –, que antes ocupavam a mesma edição e agora passam a dividir quinzenalmente a contracapa do caderno. 

Referência no jornalismo cultural brasileiro, Sérgio Augusto inaugura no sábado a nova formatação com um texto sobre a necessidade humana de se escrever cartas. Seguindo o revezamento, na próxima semana, o espaço será ocupado por Marcelo Rubens Paiva, que utiliza seu estilo seco, direto e envolvente tanto para comentar assuntos triviais como para tratar de temas delicados.

Outra mudança será notada na edição de amanhã, domingo: cronista por natureza, daqueles que apostam no estilo de Drummond e Rubem Braga, Humberto Werneck deixa o fim de semana para ser o novo titular da terça-feira. 

Nos demais dias, a distribuição continua a mesma. Às segundas-feiras, Lúcia Guimarães publica suas reflexões sobre as artes e a política desde Nova York. Dois dias depois, na quarta, é a vez do antropólogo Roberto DaMatta e seus escritos que, como bem gosta de definir, estão além do jornalismo, aquém da antropologia e são quase ficção.

Mestre da crônica bem-humorada, Luis Fernando Verissimo é o titular da contracapa da quinta e do domingo, dia também reservado às observações cotidianas de Fábio Porchat.

E, na sexta-feira, o revezamento quinzenal continua com o recorte do real oferecido por Milton Hatoum e os textos intimistas de Ignácio de Loyola Brandão. 

Mais conteúdo sobre:
Caderno 2

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.