Cacaso é lembrado hoje, no Rio

O poeta Cacaso que morreu precocemente em 1987 é lembrado hoje, no Rio de Janeiro. O show Tributo, às 20h, no bar Copérnico, no Planetário, marca o relançamento de seu livro Beijo na Boca, publicado pela primeira vez, em 1975, e a nova edição da revista de literatura Inimigo Rumor, que dedica seu oitavo número à obra do poeta. Livro e revista editados pela Sette Letras custam, respectivamente, R$ 12 e R$ 15.Cacaso (Antonio Carlos de Brito) foi também compositor, e por isso o show contará com a participação de seus parceiros como Claudio Nucci, Nelson Angelo, Marcos suzanno, Zé Renato, Novelli e da atriz Claudia Ohana. Cacaso assinou letras bastante conhecidas do público como Face a Face, Dentro de Mim Mora um Anjo, Lambada de Serpente e Lero-lero, por Djavan, Edu Lobo, Francis Hime e Sueli Costa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.