Cacá Diegues e dose dupla de Von Trier

A Herança de Mr. Deeds

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2012 | 03h11

15H50 NA GLOBO

(Mr. Deeds). EUA, 2002. Direção de Steven Brill, com Adam Sandler, Winona Ryder, John Turturro, Steve Buscemi, Jared Harris, Peter Gallagher.

Adam Sandler e o diretor Brill inspiraram-se no clássico O Galante Mr. Deeds, de Frank Capra, de 1936, para fazer esta comédia sobre matuto do interior que é enviado a Nova York para assumir importante cargo na firma que acaba de herdar. Winona Ryder faz a repórter que segue seus passos e Peter Gallagher, o executivo que tentará controlá-lo. Esqueça Capra, o filme é um típico veículo para Sandler, inclusive com direito a participação, não creditada, de seu amigo Rob Schneider. Reprise, colorido, 96 min.

Tulpan

22 H NA CULTURA

(Tulpan). Alemanha/Cazaquistão/Itália/Suíça/ Rússia, 2008. Direção de Sergey Dvortsevoy, com Askhat Kuchinchirekov, Samal Yeslyamova, Ondasyn Besikbasov, Tulepbergen Baisakalov, Bereke Turganbayev.

A emissora reprisa o filme que apresentou há dois dias. A diferença é que agora ele passa dublado. O horário é o da Mostra na TV e o filme tem a cara do evento, sobre marinheiro que procura noiva para compartilhar com ele o sonho de virar pastor de ovelhas nas estepes do Cazaquistão. Reprise, colorido, 110 min.

O Imbatível 3 - Redenção

22H30 NA REDETV!

(Undisputed III - Redemption). EUA, 2010. Direção de Isaac Florentine, com Scott Adkins, Mykel Shannon Jenkins, Mark Ivanir.

Terceiro da série sobre campeonato de lutas para presidiários. Oito lutadores de várias categorias se enfrentam no ringue e Scott Adkins, o Russo, de X-Men e Wolverine, bate e arrebenta em troca da liberdade. Não espere uma boa história, nem uma história (sequer). O filme é só pancadaria. Reprise, colorido, 96 min.

Corumbiara

22H30 NA TV BRASIL

Brasil, 2009. Direção de Vincent

Carelli.

Corumbiara, no Sul de Rondônia, foi cenário de um bárbaro massacre de índios, em 1985. Ao longo de 20 anos, no programa Vídeo nas Aldeias, o diretor Carelli foi reconstituindo essa história que virou um dos mais premiados (e elogiados) documentários do cinema brasileiro contemporâneo. Reprise, colorido, 117 min.

Um Amor de Tesouro

22H45 NO SBT

(Fool's Gold). EUA, 2008. Direção de Andy Fennant, com Matthew McConaughey, Kate Hudson, Donald Sutherland, Ewen Bremner.

Matthew McConaughey persegue a trilha de galeão que afundou com um tesouro no começo do século 18. Por conta a obsessão, ele perdeu a mulher - Kate Hudson -, que agora é secretária do milionário que banca a busca do ex-marido. O título original, O Ouro dos Tolos, deixa claro que a busca - a aventura e o romance, porque McConaughey e Kate reatam - vale mais que todos os tesouros do mundo. Reprise, colorido, 113 min.

TV Paga

Anticristo

22 H NO TELECINE CULT

(Antichrist). Dinamarca/Alemanha/França, 2009. Direção de Lars Von Trier, com Willem Dafoe, Charlotte Gainsbourg.

Charlotte Gainsbourg foi melhor atriz no Festival de Cannes e ela é realmente poderosa como a mãe que se isola com o marido numa cabana na floresta para purgar a dor da perda do filho, que morreu quando o casal fazia sexo. A floresta vira representação dos medos e angústias dos personagens, que passam por vários estágios - silêncio, agressão verbal, violência física. O primeiro de dois filmes do autor que a TV paga exibe hoje. Reprise, colorido, 105 min.

Bye Bye Brasil

0H30 NO CANAL BRASIL

Brasil, 1979. Direção de Cacá Diegues, com José Wilker, Betty Faria, Fábio Jr., Zaira Zambelli, Jofre Soares.

Road movie que é um dos grandes filmes do diretor - e do cinema brasileiro, embora se possa preferir Chuvas de Verão, do próprio Cacá Diegues. A Caravana Rólidei percorre o Brasil. Lorde Cigano, Salomé e Ciço se apresentam em praças, vivem suas pequenas histórias de amor, desejo, solidão e o resultado é a (re)descoberta do País, com olhos generosos e embalada na trilha de Chico Buarque que contribuiu para que Bye Bye Brasil fosse um grande sucesso, de público e crítica, aqui e no exterior. Reprise, colorido, 110 min.

Dogville

3H45 no TELECINE CULT

(Dogville). Dinamarca/Suécia/Inglaterra/França/Alemanha/Holanda, 2003. Direção de Lars Von Trier, com, Nicole Kidman, Lauren Bacall, Jean-Marc Barr, James Caan, Patricia Clarksson.

O segundo filme de Lars Von Trier de hoje é um dos trabalhos mais 'conceituais' do autor. Narra de forma não realista a trajetória da idealista Grace (Nicole Kidman), que vai parar na isolada cidade do título, nas Montanhas Rochosas, na década de 1930. Trabalhando como doméstica, ela sofre todo tipo de violência e abuso e o cineasta usa sua experiência para criticar a 'América'. O mais curioso é que Dogville não existe como cenário concreto - é uma abstração, em que tudo é apenas sinalizado na base do cenário. Aqui há uma sala, aqui um quarto, etc. O estranhamento não poderia ser mais 'brechtiano'. Reprise, colorido, 177 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.