Bussunda não tinha problemas de coração, diz cardiologista

O cardiologista Flávio Cure Palheiro, médico de Bussunda por 8 anos, disse que o humorista não tinha problemas cardíacos e fazia check-ups freqüentes. No último deles, em janeiro, não mostrou evidências de nenhuma doença. "Ele vinha emagrecendo com nutricionista, fazia exercícios regularmente. O único fator de risco para a doença coronariana é a história genética e o colesterol alto", afirmou o médico. A mãe do humorista, Helena Besserman Vianna, morreu de enfarte há quatro anos.Palheiro contou que Bussunda o procurou justamente para a prevenção de possível doença coronariana. O humorista tinha pressão alta, que foi controlada. "O que se tem de objetivo até agora é que ele teve morte súbita". O médico soube por telefone da morte de Bussunda e deu a notícia à família.Possíveis causasUm estudo realizado ao longo de 10 anos pela renomada Clínica Mayo, em Rochester, estado norte-americano de Minnesota, constatou que pessoas obesas correm o risco de sofrer ataques do coração bem mais cedo do que aquelas cujo peso é considerado normal. Segundo o cardiologista Scott Wright, o estudo ressalta o vínculo direto entre obesidade e os ataques prematuros, ainda que sejam levados em consideração outros fatores de risco.O estudo concluiu que os pacientes acima do peso vitimados por ataques cardíacos eram, em média, 3,6 anos mais jovens do que seus contemporâneos com peso normal. No caso de obesos, o problema ocorreu ainda mais cedo, 8,2 anos antes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.