Buenos Aires ganha "tangódromo"

O histórico bairro de San Telmo, em Buenos Aires, acaba de ganhar um "tangódromo". Reproduzindo o ambiente dos salões de baile dos anos 40, o projeto reuniu 32 artistas plásticos para transformar um velho mercado num imenso salão de baile.Na pista, entre cadeiras, mesas, cortinas e biombos que parecem saídos de um túnel do tempo, bailarinos profissionais e novatos se reúnem para a execução de cortes, quebradas e firuletes (passos de tango). O tango é a linguagem musical do homem enganado, da mulher abandonada, do exilado que ama sua terra. Mas é também o ritmo que embala as grandes paixões. Talvez por esta razão, agrada igualmente a velhos e jovens, argentinos e estrangeiros. O intuito do projeto, criado pelo departamento de promoção cultural de Buenos Aires, é divulgar o gênero e promover a região. Por enquanto, o resultado não poderia ser melhor: por se localizar em um dos bairros históricos de Buenos Aires, o "tangódromo" rapidamente passou a ser um popular atrativo para portenhos e turistas. Além dos bailes, os tangueiros podem desfrutar, todos os domingos, de recitais de conjuntos e solistas de tango.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.