Bruxas de Oz lideram corrida ao Tony

Wicked, um musical cheio de fantasia que conta a história das bruxas de O Mágico de Oz antes da chegada de Dorothy, levou, nesta manhã, dez indicações ao Tony Award, o mais importante do circuito teatral norte-americano. Assassins, o controverso musical de Stephen Sondheim, ficou com sete indicações. Ambas as produções têm direção de Joe Mantello. Outros quatro shows empataram em seis indicações: Caroline, or Change, Fiddler on the Roof, Avenue Q e Henry IV. A premiação anual do Tony reconhece peças e musicais apresentadas em teatros da Broadway - eventos off-Broadway não estão incluídos.O ator Hugh Jackman, atualmente em cartaz nos cinemas em Van Helsing, vai apresentar a cerimônia do Tony em 6 de junho e está entre os indicados para melhor ator de musical por seu papel em The Boy From Oz. Vai competir com Hunter Foster, de Little Shop of Horrors; Alfred Molina, de Fiddler on the Roof; Euan Morton, de Taboo; e John Tartaglia, um titeriteiro em Avenue Q.Kevin Kline e Christopher Plummer foram indicados ao prêmio de ator em peça por duas montagens de Shakespeare, Henry IV e King Lear, respectivamente. Eles concorrem com Simon Russel Beale, de Jumpers; Frank Langella, de Match; e Jefferson Mays, de I Am My Own Wife. As indicações para melhor atriz em peça foram para Eileen Atkins, de The Retreat From Moscow; Tovah Feldshuh, de Golda?s Balcony; Anne Heche, por Twentieth Century; Swossie Kurtz, por Frozen; e Phylicia Rashad, de A Raisin in the Sun.Favoritos - O musical Wicked foi um dos mais caros da temporada, custando US$ 14 milhões. Apesar das críticas variadas, foi um sucesso de bilheteria, arrecadando mais de US$ 1 milhão por semana. Além da indicação para melhor musical, Wicked também concorre ao prêmio de melhor atriz principal de musical (com Kristin Chenoweth e Idina Menzel), trilha sonora, coreografia, música, cenário, figurino e iluminação. O diretor Joe Mantello não foi citado por seu trabalho neste musical, mas acabou indicado para melhor diretor por seu outro trabalho, Assassins.Assassins, musical de Sondheim-John Weidman, trata de assassinos de presidentes, do algoz de Abraham Lincoln, John Wilkes Booth, ao de John F. Kennedy, Lee Harvey Oswald. Foi indicado ao prêmio de melhor remake de musical, junto com Wonderful Town, Fiddler on the Roof e Big River. Assassins, muito criticado pelos críticos durante sua produção off-Broadway original, em 1991, foi mais bem recebido em sua nova montagem, que também ganhou indicações para seus dois atores coadjuvantes - Michael Cerveris e Denis O-Hare -, cenário, iluminação, e música.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.