Bruni diz que recebeu proposta de acordo

Franco Bruni afirmou ontem ao Estado ter recebido dos representantes do U2 proposta para fazer um acordo com a banda. "Fui procurado pela Dra. Eliana Baraldi, do escritório Pinheiro Neto Advogados, em julho de 2009, solicitando um encontro, que efetivamente realizou-se em um restaurante em São Paulo, quando esta senhora me afirmou que os integrantes do U2 envolvidos na ação tinham interesse em um acordo e que este seria "apenas uma questão de números". Como, de minha parte, eventual tratativa deveria incluir um pedido de desculpas por parte de Bono e Larry, as conversas se encerraram..."

, O Estado de S.Paulo

04 Abril 2011 | 00h00

Os advogados de Bruni evocaram a decisão da Justiça para rebater alguns pontos. Quem fala é o advogado Antônio Gottardi: "A sentença que definiu o caso em primeiro grau é imparcial. E não corresponde à minha versão ou do (escritório) Pinheiro Neto..." Sobre o valor da sentença, evoca a decisão da Justiça "...R$ 800 mil acrescido de juros de mora a partir da publicação da matéria e corrigido monetariamente..." Sobre o tratamento médico, diz: "Como houve grande transtorno na vida do autor face às declarações, este buscou auxílio psicológico. Tal acompanhamento identificou severos danos, o que foi compilado em um laudo... Quanto à numeração dos recibos, estes foram pagos por Franco Bruni que simplesmente postulou o ressarcimento deste prejuízo no processo, o que não guarda qualquer relação com o conteúdo científico do laudo..."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.