Bruna Surfistinha diz que Cicarelli passou dos limites

A ex-garota de programa e escritora Raquel Pacheco, de 21 anos, mais conhecida como Bruna Surfistinha e que tornou público o seu cotidiano como garota de programa em um livro de memórias, criticou o vídeo do site YouTube que mostrou cenas picantes da modelo e apresentadora da MTV Daniella Cicarelli com seu namorado, o executivo do mercado financeiro Renato Malzoni Filho, em uma praia da Espanha. Em mensagem postada no seu blog na última sexta-feira, Bruna diz que Daniella "passou um pouco dos limites por ser uma pessoa famosa e ter feito sexo em um lugar totalmente público, mas cada um faz o que quiser da vida".A autora do best seller O Doce Veneno do Escorpião, emenda, porém, que para ela, quem errou mais foi a pessoa que fez a filmagem. "O maior erro foi de quem perdeu tempo filmando. Paparazzo não é profissão, e sim não ter mais o que fazer na vida", opina. Bruna considera um exagero o assunto ter se tornado o mais comentado da semana. Ela deve encontrar Daniella na próxima semana no Credicard Hall, em São Paulo, durante entrega de prêmio da MTV.ProcessoDaniella, que na próxima quinta-feira, 28, será uma das apresentadoras da cerimônia da MTV de entrega dos prêmios do Video Music Brasil (VMB) ainda não se manifestou publicamente sobre o assunto, mas decidiu processar as Organizações Globo, o Internet Group (iG), que também exibiram o vídeo, e o site YouTube. Daniella entrou com a ação na terça-feira na 23.ª Vara Cível de São Paulo. Rony Vainzof, sócio da Opice Blum Advogados e especialista em Direito Eletrônico disse ao Portal Estadão que acha possível que Daniella processe também o autor do vídeo, o paparazzo Miguel Temprano, e a TeleCinco, canal da televisão espanhola que exibiu o material, pois "houve uma montagem e, mesmo estando em uma praia, havia expectativa parcial de privacidade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.