British Collony faz roupa com misturas divertidas

Maxime Perelmuter foi rápido e preciso. Fez um desfile enxuto para sua British Colony, a grife de moda masculina carioca que em sua estréia, no ano passado, conquistou a paulistada. Desta vez, o garotão fez uma moda que se parece com ele. Muita camisa xadrez, misturas de alfaiataria com moletom, um perfume de rap, uma lembrança daquelas cenas de lutadores de boxe entrando no ringue, com suas capas com capuz, bermudas brilhantes e tênis de cano alto. Divertidas as estampas de calendário de borracharia-funilaria (já que um carrão detonado/remontado se destacava no meio da passarela), e também os cintos com mega fivelão dourado. No final, Maxime foi fazer o beija-mão fashion, cumprimentando Costanza Pascolato, a sabe-tudo imbatível do setor. O ponto destoante da coleção ficou para as calças jadhpur, aquelas que tem o cavalo bem baixo, como se fosse uma saia unindo as pernas. Tudo bem que a garotada adora uma calça jogada no quadril, um cavalo lá em baixo, mas não precisava exagerar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.