Brincando com Fogo estreia hoje no Sesc Pompeia

O cenário é uma casa à beira-mar. Lá, um casal é obrigado a confrontar-se com os vícios e as dinâmicas de poder que regem sua relação. Eis aí, grosso modo, o enredo de Os Credores, um dos mais reverenciados textos de August Strindberg. Mas a mesma sinopse também serviria para dar conta de outra obra, menos conhecida, do dramaturgo sueco: Brincando com Fogo, espetáculo que entra em cartaz hoje, no Sesc Pompeia.

AE, Agência Estado

02 de março de 2012 | 11h22

Poucas vezes encenada - e inédita no Brasil -, a peça é uma das raras incursões do autor pelo universo cômico. Na atual montagem, assinada por Nelson Baskerville, o humor insinuado no original merece reforço. O absurdo ganha contornos mais nítidos. O ridículo das desavenças amorosas parece amplificado.

É curioso como, seja na comédia seja no drama, Strindberg manipula basicamente os mesmos temas. E, mais intrigante ainda, como essas questões persistem quase como enigmas insolúveis. "As dificuldades de se relacionar continuam e só se acirraram", observa Baskerville.

O ano de 2012 marca o centenário da morte do autor. Ainda hoje, porém, sua ficção continua a servir de subsídio para as reflexões que tecemos sobre os enfrentamentos entre os sexos, sobre as práticas de dominação e submissão que regem situações sociais e privadas. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

BRINCANDO COM FOGO - Sesc Pompeia. Rua Clélia, 93, 3871-7700. 6ª e sáb., 21h30. Dom., 19h30.

Ingressos: R$ 20. Até 8/4.

Tudo o que sabemos sobre:
teatroBrincando com Fogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.