´Brincadeira´ faz Kate e Doherty pararem em hospital

A modelo britânica Kate Moss e seu noivo, o cantor inglês Pete Doherty, tiveram de ir ao pronto-socorro de um hospital londrino porque o músico não conseguiu tirar do dedo um anel da modelo que havia colocado "de brincadeira", informaram fontes locais. Kate, de 32 anos, que acaba de gravar um comercial da marca de lingeries Agent Provocateur, teria tido um ataque de riso enquanto as enfermeiras tentavam remover o anel do dedo de Doherty. Segundo o tablóide The Sun, o acidente ocorreu quando o vocalista da banda Babyshambles começou a brincar com um anel da modelo, que ficou preso em um de seus dedos. O casal tentou tirar o anel por mais de uma hora, mas como o dedo do músico já estava roxo, decidiram pedir ajuda a médicos. Ambos foram levados para o Princess Grace Hospital, na zona oeste de Londres, perto da mansão de Kate, no norte da capital britânica. De acordo com o relatório médico, as enfermeiras tiveram de usar pinças especiais e conseguiram tirar o anel do dedo do músico de 27 anos com a ajuda de um lubrificante anestésico. "Pete estava morto de vergonha e Kate não parava de rir", declarou uma fonte. A visita ao hospital gerou boatos de que Kate, já mãe de Lila Grace, de 4 anos, estaria grávida, mas a fonte consultada foi categórica: "Ela não está". A tumultuada relação do casal, que se separou e reatou várias vezes, alcançou seu ponto mais crítico há um ano, quando foram publicadas fotos de Kate supostamente cheirando cocaína junto a Doherty e alguns amigos.

Agencia Estado,

01 Novembro 2006 | 13h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.