Brasília recebe mostra de Yoko Ono

Descrita por Jonh Lennon como a"mais famosa artista desconhecida do mundo", Yoko Ono nãodeixou a fama interferir em seus trabalhos nem em sua luta pelapaz no mundo. A arte e a atitude claramente pacifista de Yokoestá em Piece for the World - Peça do Remendar para o Mundo,exposição que será inaugurada amanhã, em Brasília.A artista reciclou Mend Piece, obra realizada em1966, para pedir paz, na entrada do terceiro milênio, depois dosatentados terroristas de 11 de setembro nos Estados Unidos. Estaé a segunda mostra da viúva de John Lennon no Distrito Federal,que viu uma retrospectiva de sua obra em 1998.A mostra ocorrerá simultaneamente em outras cidades domundo como Barcelona, Berlim e Nova York. De acordo com uma dasorganizadoras da exposição em Brasília, Graça Ramos, Yokoapresentará mais um de seus trabalhos conceituais, no qual aartista estabelece um tipo de relação com o público aoconvidá-lo a participar da obra.Peça do Remendar para o Mundo é uma instalaçãoformada por uma grande mesa onde são dispostos objetos de louçae cerâmica vindo de todas as partes do mundo. A partir daí entraem ação a arte instigante de Yoko: as peças estão todasquebradas e, os visitantes, são convidados a remendá-las. Osprodutores da mostra estão recolhendo objetos dos própriosmoradores da capital e de embaixadas. "A idéia é mostrar oconvívio de todas as culturas, já que a mesa é um símbolo deunião", explicou Graça Ramos.Em entrevista ao jornal Arte Futura e Companhia,publicado no Distrito Federal, Yoko Ono disse que a mostra foi idealizadadepois de sentir que "o mundo também precisava ser refeito"."O papel do artista pós 11 de setembro é trazer consciência,inspiração e encorajamento às pessoas. Levar luz a cantosescuros do mundo", justificou Yoko.Sobre a última experiência que realizou no Brasil em1998, Yoko disse se lembrar das pessoas com carinho. "Eu melembro da batida de seus corações. Lembro-me de suas vozes.Lembro-me de seu riso. Eu as amo." A exposição tem o patrocínioda Telebrasília Brasil Telecom e fica até o dia 26 de janeiro nagaleria Arte Futura e Companhia. Outras cidades do mundo, comoHelsinki, Copenhague, Nice, Londres e Tóquio também receberão aexposição, feita sob curadoria do norte-americano Jon Hendrics.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.