Brasileiro recebe Prêmio Rei da Espanha de fotografia

O brasileiro Marcelo Carnaval Valporto, que recebeu hoje o Prêmio Rei da Espanha de Jornalismo na categoria Fotografia, afirmou que a violência no Brasil é "o cotidiano".A imagem premiada mostra uma mãe com a cabeça do filho no colo, após ele ser assassinado a tiros no centro do Rio de Janeiro.O repórter fotográfico, de 43 anos, recebeu hoje o prêmio das mãos do rei Juan Carlos pela imagem intitulada Mãe e que foi publicada no jornal O Globo em 29 de agosto de 2006.A foto foi tirada após o assassinato de um jovem engenheiro no centro do Rio e mostra a "a mãe com o filho morto no colo, abraçada a ele, de uma forma muito tranqüila, muito passiva, muito triste", disse o repórter à Efe.Para Valporto, a notícia do prêmio "foi uma surpresa muito grande", apesar de não acreditar que a imagem influirá na sociedade, porque a violência no Brasil "é o dia-a-dia" do país.De acordo com o júri, a foto combina "com muita força expressiva a desolação da mãe e a denúncia da crescente violência urbana", um dos maiores desafios das democracias modernas.Carnaval estudou Jornalismo na Universidade Federal Fluminense (UFF) e começou a trabalhar como fotógrafo de imprensa em 1985 no Jornal do Brasil, passando à Veja, entre 1988 e 1990, antes de exercer a profissão no jornal "O Globo", onde até hoje cobre o cotidiano e a política.Na categoria Fotografia, outro brasileiro, Marcos Antonio Fernandes, recebeu uma Menção Especial pela série fotográfica Os meninos da luz vermelha, publicada no Diário do Comércio, de São Paulo, em 5 de julho de 2006. A série mostra o assalto a um motorista em um sinal por menores de idade.Fernandes, de 43 anos, trabalha como repórter gráfico há 18 anos na agência Luz, da qual é proprietário, e tendo passagens pelos jornais e revistas Flash, Correio Braziliense, Caras, O Globo, O Estado de S. Paulo e Gazeta Esportiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.