Brasil se prepara para a Feira de Frankfurt, que mira o Brasil

Enquanto o Brasil se alvoroça com a perspectiva de um novo boom literário, já que o fato de sermos o país homenageado na Feira do Livro de Frankfurt atraiu a atenção de editores estrangeiros para a produção nacional, a organização da feira, que é a maior do mundo, volta-se para o Brasil de olho no promissor mercado educacional. Em 2012, realizou a primeira edição da Contec, uma conferência sobre educação, tecnologia e literatura infantil. A ideia é que na edição deste ano fosse incluída uma feira, mas ainda não será desta vez. Uma versão de um dia da conferência, cujo público-alvo são professores, será realizada na Bienal do Livro do Rio. Em 2014, ela volta a São Paulo com um evento de três dias e o idealizado espaço de exposição. A experiência realizada aqui serviu de incentivo para que a Feira de Frankfurt organizasse uma Contec também na feira alemã este ano. A decisão foi anunciada esta semana. O Brasil será palco de uma segunda experiência. Começa a circular na terça-feira uma newsletter online semanal, gratuita, voltada para esse mesmo universo. A edição da Publishing Perspectives Educação será da jornalista Ivani Cardoso.

O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2013 | 02h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.