Brasil mostra evolução da arquitetura em Veneza

A participação brasileira na 9.ª Bienal de Arquitetura de Veneza, a ser realizada de 5 de setembro a 7 de novembro, vai destacar a transformação e a evolução que a arquitetura sofreu nos últimos 50 anos no Brasil. O presidente da Fundação Bienal de São Paulo, Manoel Francisco Pires da Costa, os curadores Pedro Cury e Jacopo Crivelli, e o designer da mostra Roberto Loeb, explicaram que a equipe pretende enfocar basicamente os aspectos histórico, recuperação ou reciclagem e diversidade. A equipe que estará em Veneza é composta por Abrão Assad, Aflalo & Gasperini Arquitetos, Carlos Teixeira, Domingos Henrique Bongestabs, Roberto Loeb e Associados, Una Arquitetos, Ângela Detanico e Rafael Lain. No enfoque histórico estará participando o grupo Aflalo & Gasperini Arquitetos, que vai mostrar a evolução da arquitetura nos planos estético, tecnológico, programático, utilização de novos materiais de construção, aplicação da informática no ato de projetar e construir, experiências com novos sistemas construtivos e novos sistemas estruturais. No segmento diversidade, o arquiteto Bongestabs apresentará o trabalho Ópera de Arame, projeto construído numa área remanescente da exploração de uma pedreira em Curitiba e que estava em estado de abandono e hoje é palco de manifestações culturais. Ainda nesse segmento, estarão também se apresentando Assad com os projetos Instituto Biológico e Rua 24 horas, Loeb com o Centro de Cultura Judaica e Teixeira com Amnésias Topográficas. E, finalmente, no tema de reciclagem, o famoso Edifício São Vito será o motivo do projeto de restauração e transformação em conjunto residencial exemplar por Loeb & Associados, além do Projeto Maria Antonia, que pretende entregar à cidade de São Paulo o edifício da faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP, palco de lutas armadas no regime militar, recuperado, reciclado e transformado. O curador Jacopo Crivelli ressaltou um aspecto que considera fundamental nessa Bienal, cujo tema Metamorfose: provocar uma reflexão sobre o estado da arquitetura brasileira e da aproximação com o público em geral. "Queremos mostrar a todos que a arquitetura também influi no crescimento da cidade, faz parte do cotidiano." Mais detalhes no site www.labiennale.org.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.