Brasil emplaca quatro finalistas ao Prix Jeunesse Internacional

No momento em que a Globo desacelera suas pretensões no ramo da produção audiovisual infantil para a TV aberta, a América Latina emplaca 11 entre cerca de 70 concorrentes do mundo todo no time de finalistas ao Prix Jeunesse mundial, prêmio voltado a produções infantojuvenis de cunho educativo para a TV. O evento será em junho em Munique, na Alemanha. O Brasil comparece com quatro títulos: Trudi e Kiki, da Um Filmes, baseada em personagens da escritora Eva Furnari, Nilba e os Desastronautas, da 44 Toons, exibida pela TV Rá-Tim-Bum, Enciclopédia, da Okna Produções, exibida pela gaúcha RBS e, também da RBS, rede que retransmite a TV Globo no Sul do País, SMS, uma live action de 13 minutos. O México participa com três títulos. Uruguai, Colômbia, Chile e Argentina serão representados por uma produção cada.

O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2012 | 03h08

Para Beth Carmona, ex-diretora de programação da TV Cultura e organizadora do festival ComKids, disposto a promover intercâmbio na área entre o Brasil e seus vizinhos, trata-se de uma conquista alcançada ao longo de anos de trabalho. "Os Estados Unidos devem ter uma ou duas produções entre os finalistas. O Brasil nunca teve tantos indicados", atesta Beth.

Verde. Este ano, além do festival ComKids, que já é parte do calendário do Fórum de TV, em junho, haverá o ComKids Green, com foco na sustentabilidade. A iniciativa reúne Brasil, Argentina, Uruguai e Venezuela com patrocínio do Instituto Goethe e traz crianças entre 9 e 10 anos relatando experiências com o meio ambiente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.