"Brasil +500": 339 mil pessoas já visitaram

Em 43 dias de evento, entre os dias 25 de abril e 11 de junho, 339.249 pessoas já visitaram a Mostra do Redescobrimento: Brasil + 500. O número foi divulgado pela Associação Brasil 500 Anos, que organiza o evento. Em média, 8 mil pessoas passaram diariamente pelos três pavilhões do Parque do Ibirapuera para visitar a exposição.Para continuar a atrair o público, os organizadores irão manter as atuais promoções na compra dos ingressos até o dia 30 de junho. O visitante pode escolher entre vários tipos de desconto. O trabalhador que levar a carteira de trabalho, na compra de uma entrada, leva outra de graça. Ou, na saída da Bienal, o visitante recebe um cupom que dá direito a um ingresso grátis na compra de outro. Pessoas acima de 60 anos, crianças entre 7 e 12 anos, estudantes e professores da rede pública pagam meia-entrada. A única promoção que é acumulativa é a do Cine Caverna. Independente do desconto recebido, qualquer pessoa que adquirir o ingresso para os três pavilhões, paga apenas R$ 1 para entrar no cinema. O preço normal é de R$ 6.A data de encerramento da mostra está prevista para o dia 7 de setembro. Depois, a exposição segue para cidades como o Rio de Janeiro, Bahia, Buenos Aires, Lisboa, Paris e Nova York, entre outras. A organização espera que cerca de 10 milhões de pessoas, no mundo todo, passarão pela exposição. A Mostra do Redescobrimento: Brasil + 500 faz um síntese da arte brasileira, dividindo o trabalhos em setores que vão da pré-história até os artistas contemporâneos. No total, 15 mil obras estão espalhadas em uma área de 60 mil m2, dividas em 13 módulos temáticos. O destaque da exposição é Carta de Pero Vaz de Caminha, que só esteve no Brasil antes em 1954.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.