Brad Pitt diz que não traiu Jennifer Aniston

Em uma entrevista publicada no site da revista 'W', o ator de 45 anos defende ambas as mulheres

AP,

07 de janeiro de 2009 | 20h16

O astro Brad Pitt insiste em dizer que não traiu Jennifer Aniston com Angelina Jolie. Em uma entrevista publicada no site da revista W, o ator de 45 anos defende ambas as mulheres e diz que sua relação com Angelina só começou depois que ele e Jennifer se separaram, em 2005. Angelina revelou no ano passado que ela e Pitt se apaixonaram durante as filmagens de Mr. & Mrs. Smith, em 2005. Duas semanas depois, em novembro, Jennifer concedeu uma entrevista à revista Vogue, falando pela primeira vez sobre sua separação de Pitt: "o que Angelina fez não foi nada legal", disse a atriz.  Pitt lembrou em sua entrevista à edição de 20 de janeiro da revista W, para promover o filme O Curioso Caso de Benjamin Button, do qual é o protagonista, que a filmagem prosseguiu após sua separação de Jennifer e que sua relação com Angelina não foi "nenhum tipo de aventura cruel". "Estou muito orgulhoso do modo como foi conduzida toda a situação", declarou. "Foi com respeito". "Escute, cara, Jen é muito doce e querida. Eu penso que ela foi levada a dizer isso e também que este foi o segundo round de Angie x Jen. É uma criação", disse. O ator afirmou ainda que ele e Jennifer ainda se encontram "ela foi uma grande parte da minha vida e eu da dela. Não poderia ser de outra forma. É a vida, é a vida".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.