Jonathan Leibson/AFP
Jonathan Leibson/AFP

Brad Pitt acusa Angelina Jolie de colocar em risco a privacidade dos filhos

Segundo documentos legais, os advogados do ator afirmam que a atriz mostra pouco interesse pelo bem-estar dos três filhos e três filhas

AFP, O Estado de S. Paulo

23 Dezembro 2016 | 11h20

Brad Pitt acusou a ex-Angelina Jolie de comprometer a privacidade dos filhos e pediu a um juiz que impeça a divulgação de detalhes sobre os jovens, que estão emergindo com o divórcio do casal.

Segundo documentos legais publicados nesta quinta-feira, os advogados de Brad Pitt, 52 anos, afirmam que Jolie mostra pouco interesse pelo bem-estar dos três filhos e três filhas, e que os representantes da atriz tentam manchar a imagem do pai junto às crianças.

A equipe legal de Pitt argumenta que Jolie já violou o acordo que firmou para proteger a privacidade das crianças, com entre 8 e 15 anos, ao divulgar os nomes dos psicólogos da família.

Os advogados também acusam Jolie, 41 anos, de "tentar abrir caminho para fazer qualquer acusação possível", sem levar em conta seu impacto sobre os filhos.

Jolie pediu o divórcio em setembro, citando diferenças irreconciliáveis, e solicitou a custódia total dos filhos.

Pitt foi investigado pelo FBI e por assistentes sociais após ser acusado por Jolie de maltratar um dos filhos em um voo da França para Los Angeles.

O ator pede a custódia física e legal compartilhada dos filhos.

Mais conteúdo sobre:
Brad PittFBIFrançaLos Angeles

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.