Boy George deixa a prisão por apresentar 'bom comportamento'

Cantor havia sido condenado a 15 meses por sequestrar parceiro que conheceu em site de relacionamento

Da Redação, estadao.com.br

12 de maio de 2009 | 11h31

O astro dos anos 80 Boy George, de 47 anos, foi liberado da prisão nesta segunda, 11, após cumprir apenas quatro meses de sua pena.

 

O ex-líder do grupo Culture Club havia sido condenado, em janeiro, a 15 meses pela tentativa de sequestro de um parceiro em abril de 2007. George acorrentou o modelo norueguês Audun Carlsen em sua casa, em Londres.

 

O cantor celebrou sua liberdade com uma refeição vegetariana. O motivo da sua liberação antecipada foi o bom comportamento que teve no período de reclusão. Durante o restante de sua sentença, o artista deve utilizar um rastreador eletrônico, preso ao tornozelo.

 

George, que teria sofrido assédio de outros internos durante seu período na prisão, se diz "encantado" por estar livre, e insiste que passou bem durante o período recluso. Com um recém cultivado cavanhaque, ele diz: "É ótimo estar fora. É um pouco assustador, mas é bom."

 

Carlsen e Boy George se conheceram através do site de relacionamento Gaydar. Carlsen havia sido pago pelo cantor para posar para fotos. No primeiro encontro, os dois teriam consumido cocaína e praticado sexo. O segundo encontro foi a ocasião em que George praticou o sequestro.

Tudo o que sabemos sobre:
Boy Georgeprisãosentença

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.