Botero ganha seu próprio museu

O presidente colombiano, Andrés Pastrana, inaugurou hoje em Medelín a chamada "Cidade Botero", um museu que se abre ao público com doações feitas pelo famoso pintor e escultor Fernando Botero. O artista doou uma parte de sua coleção particular para render homenagem à Medelín, a cidade onde nasceu, mas abandonou quando era apenas um garoto que queria estudar pintura na Europa.O Museu de Antioquia, que receberá as obras, foi remodelado durante dois anos, para ver o nascimento de uma nova etapa com a abertura da exposição. Segundo a diretora do museu, Pilar Velilla, o artista doou 126 pinturas e desenhos, 14 esculturas e 21 obras de diversos outros artistas que formavam parte da sua coleção pessoal.Botero é famoso pelos seus robustos personagens nas pinturas e esculturas, ainda que ele assegure que não sente atração por figuras gordas, e sim pelo volume.O artista, de talento reconhecido internacionalmente, divide seu tempo entre Nova York, Paris e Roma, ainda que faça várias viagens à Medelín, para participar dos últimos preparativos para a abertura do museu.

Agencia Estado,

15 de outubro de 2000 | 00h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.