Boni inaugura sua Rede Vanguarda

Com um investimento de R$ 12,9 milhões nos últimosoito anos, o empresário José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, coloca no ar amanhã no Vale do Paraíba a RedeVanguarda.A rede, formada por duas emissoras localizadas em São José dos Campos e Taubaté, vai atingir cerca de 50 municípios doVale do Paraíba, Litoral Norte, Serra da Mantiqueira e região Bragantina. "Serão 46 transmissores para garantir a qualidade deimagem em todos os municípios". Afiliada da Rede Globo, a Rede Vanguarda, transmitida pelos canais 3 e 47, começa com uma nova proposta: servir delaboratório para novas idéias e novos programas. "Vai funcionar como um laboratório de mídia, para testar produtos" afirmouBoni. Durante a coletiva em Taubaté, Boni deixou claro que a rede, inicialmente, não será para conquistar apenas o mercadocomercial. "Se a gente quisesse apenas ganhar dinheiro era só vender o horário para o bispo". O empresário enfatizou que aRede não será uma "mera repetidora" e está disposta a conquistar o mercado artístico, cultural e de novos talentos."Queremos idéias novas, vamos servir de estação experimental com possibilidade de novos formatos de programas demúsica, talk-show, dramaturgia". A nova proposta da emissora é valorizar o que a região pensa e como o telespectador reagea cada programa. "Não tenho dúvida de que o futuro da televisão brasileira está voltado para o regional, para o local". Paraprovar que pretende enfatizar as necessidades do mercado local, Boni informou que em parceria com a Telefônica, pretendeinstalar inicialmente telefônicos públicos com linha direta para a Rede Vanguarda. "Os orelhões vão funcionar com uma linhadireta para as emissoras, para receber qualquer sugestão da população". A rede pertence aos quatro filhos do empresário e ao diretor de programação da Rede Globo, Roberto Buzzoni. "Nada estáno meu nome, sou apenas um palpiteiro, e aceitei este cargo desde que todas as minhas idéias, os meus palpites sejamcolocados em prática", afirmou Boni, em entrevista coletiva em Taubaté. Os proprietários detêm 90% da emissora, sendo que10% pertence a Roberto Irineu Marinho. Com 8 horas de programação local a nova rede espera atingir 50% da população do Vale do Paraíba e região Bragantinaatualmente formada por dois milhões de habitantes. "Neste momento nosso desafio é que o sinal possa chegar a todo lugarcom qualidade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.