Bolaño analisado por Argentina

Morto há quase dez anos, o escritor chileno Roberto Bolaño (1953-2003) ganha uma espécie de biografia, El Hijo de Míster Playa - Una Semblanza de Roberto Bolaño (Ediciones Almadia), da escritora argentina Efe Maristain. Produzido a partir da correspondência com o chileno, morto quando sua obra conquistava a crítica americana, o livro não é definido como uma biografia por sua autora, que não se considera íntima do escritor. No entanto, há na obra depoimentos de escritores próximos de Bolaño, que ela define como alguém que incomodava por falar sempre o que pensava sem hipocrisia, o que lhe fez angariar vários inimigos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.