Bob Dylan do sertão

O primeiro disco solo de Zé Ramalho, Zé Ramalho, de 1976, fecha com categoria a série de grandes discos da MPB que foi relançada pela Discoteca Estadão nos últimos meses. O disco, que rendeu a Zé o apelido de Bob Dylan do sertão, traz o artista no auge de seus poderes criativos, mesclando linguagens da música popular - baião e choro - sem cair no óbvio, adornando-as com poesia surreal e arrebatadora. Com Marçal e Bezerra da Silva na percussão, as participações são excelentes. Além deles, Sergio Dias, dos Mutantes, e Patrick Moraz, do Yes, constroem a psicodelia exuberante de Dança das Borboletas.

, O Estado de S.Paulo

02 Abril 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.