Bloomsday tem tributo a Haroldo de Campos

As comemorações do centenário do Bloomsday começaram no sábado, com apresentações em diversos pontos da Cidade Universitária, mas o momento mais esperado começa às 19h30 de hoje, no Finnegan´s Pub (Rua Cristiano Viana, 358): nesse horário, o grupo Irish Dreams apresenta um concerto de música irlandesa marcando o início do festejo paulistano de um evento que se estende pelo mundo.Foi em 16 de junho de 1904 que o escritor James Joyce teve um encontro especial com sua futura mulher, Nora Barnacle, para quem ele teria dito a famosa frase: "Você fez de mim um homem!". Essa data norteou o romance Ulisses, protagonizado pelo personagem Leopold Bloom, do qual se extraiu o nome do evento, o Bloomsday. No Brasil, além de São Paulo, a comemoração ocorre também no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Santa Maria, no Rio Grande do Sul.O evento paulistano, além de celebrar o centenário do Bloomsday, vai homenagear o poeta Haroldo de Campos, que morreu no ano passado. Ele foi um dos criadores do Bloomsday paulistano, há 17 anos. A festa de hoje no Finnegan´s foi organizada pela professora Munira Mutran e pelo poeta Marcelo Tápia, uma das vozes afinadas do conjunto Irish Dreams.Na abertura, Munira vai discorrer sobre o centenário do Bloomsday até o momento em que a atriz Bete Coelho iniciar a homenagem a Haroldo de Campos, lendo o trecho do episódio Nausiacaa. A programação continua com a leitura simultânea de um mesmo fragmento de Ulisses em 11 línguas (de português e inglês a húngaro e hebraico), até a leitura dramática de trechos relativos aos personagens Molly e Leopold Bloom, pela Cia. Nova de Teatro Moderno, com direção de Lenerson Polonini.Campos vai ser homenageado com a leitura de um fragmento de Ulisses em transcriação sua feita especialmente para o evento, além da audição de uma leitura que fez de trechos do Finnegans Wake (gravada ao vivo em 1999) e de diversas leituras de outros fragmentos por ele transcriados. O evento será encerrar com um concurso de casais caracterizados como Joyce & Nora ou Bloom & Molly, uma projeção de fotos de Dublin no tempo de Bloom e a interpretação de algumas canções presentes na obra joyciana, novamente com o Irish Dreams.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.